Prefeito de Itapoá pode ser afastado do cargo, dizem sites de notícias

De acordo com informações publicadas nos sites de notícias Gazeta de Itapoá e Jornal de Joinville, Marlon Neuber (PR), prefeito de Itapoá, pode ser afastado de suas funções públicas. Ele foi ou será notificado a qualquer momento acerca de uma sentença em segundo grau da Justiça Federal, em que é réu, suspeito de irregularidades na Administração Pública.

A ação se refere a atos de 2002, quando o agora prefeito de Itapoá era chefe de Gabinete do então prefeito Ervino Sperandio (PSDB). Há a suspeita de compra de uma ambulância de modo fraudulento. A expectativa no caso de perda de mandato por parte de Marlon Neuber é de que o seu vice, Carlos Henrique Nobrega (PSD) assuma a Prefeitura. Segundo divulgado pelo jornal de Joinville, a decisão deve passar pela Câmara de Vereadores.

Para a Gazeta de Itapoá, a situação é mais grave e o prefeito deve entregar o cargo ao seu vice após ser notificado da sentença. Porém, segundo o site, “o imbróglio jurídico vai mais longe: a Cidade pode ter novas eleições caso seja esse o entendimento”. “Marlon, juntamente com outros réus, ainda deverão indenizar o erário em milhares de reais conforme sentença prolatada pela Justiça Federal”, completa.

Ainda de acordo com a Gazeta de Itapoá, a Câmara de Vereadores de Itapoá foi notificada da decisão no último dia 06 de dezembro, e o seu presidente à época, Jonecir Soares (PR), não teria levado adiante a determinação judicial.

Por meio de vídeo e nota de imprensa, o Prefeito de Itapoá se manifestou sobre o tema nesse sábado, dia 03 de fevereiro. “Estão circulando nas mídias sociais de Itapoá, informações sobre um processo que teve sua origem em meados de 2002, época em que fui Chefe de Gabinete e também participava da Comissão de Licitações do Município, juntamente com outros servidores. Quanto ao processo, meus advogados estão tralhando no caso que está na Justiça, mas meus direitos políticos sempre estiveram preservados e assim continuam, tanto que fui candidato a Prefeito deste município, cargo que hoje exerço. Registro a todos que estou bem e minha consciência permanece tranquila, sendo que minha única preocupação é dar continuidade aos trabalhos que estão sendo feitos frente à Prefeitura de Itapoá. Nossos desafios são muitos, mas também já tivemos grandes conquistas. Nossa equipe permanece unida e totalmente focada em realizar o melhor para o nosso município. Agradeço a todos pela compreensão. Tenham uma semana repleta de bençãos”, divulgou Marlon Neuber.

Veja o vídeo, sobre o tema, também divulgado pelo Prefeito de Itapoá:

A Tribuna de Itapoá não teve acesso aos documentos que constituem o referido processo judicial e, por isso, esta matéria reproduz um apanhado do que saiu em outros veículos de comunicação, sobre o tema.

De acordo com esses veículos, a ação que teria condenado o Prefeito, é referente à Operação Sanguessuga, que foi deflagrada pela Polícia Federal em 04 de maio de 2006, ocasião em que 48 pessoas foram presas e 53 mandados de busca e apreensão cumpridos. Todos respondem aos processos em liberdade. Segundo as investigações, o grupo, liderado por empresários, pagava propina a parlamentares em troca de emendas destinadas à compra de ambulâncias e materiais hospitalares. Então, um grupo de parlamentares viabilizava a aprovação das emendas e intercedia nas prefeituras para direcionar as licitações para as empresas de determinada família (Vedoin) vencerem as disputas.

O Congresso chegou a abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) mista, formada por deputados e senadores, que ficou conhecida como CPI das Ambulâncias ou dos Sanguessugas. Ao final, tal Comissão solicitou o indiciamento de 72 parlamentares, dos quais três senadores. Nenhum foi cassado.

No Poder Judiciário, por sua vez, centenas de ações criminosas e de improbidade administrativa foram abertas contra a família Vedoin, prefeitos e parlamentares. Essas ações partiram da PGR (Procuradoria Geral da República) e da PF (Polícia Federal).

Imagem: reprodução de vídeo / Facebook de Marlon Neuber.

Thiagão on EmailThiagão on FacebookThiagão on Instagram
Thiagão
Jornalista
Jornalista pela PUC/PR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) com pós-graduação em Marketing Empresarial pela UFPR (Universidade Federal do Paraná), já trabalhou em importantes projetos de comunicação de Curitiba (PR) e Itapoá. Atualmente, responde pelo Jornalismo do site Tribuna de Itapoá e do jornal impresso Itapoá Notícias. Também atua como colunista sobre o cotidiano. E-mail: thiago@tribunadeitapoa.com.br

Related posts

Leave a Comment

Deixe seu comentário via Facebook