Entre o velho e o novo, por Werney Serafini

É simples. Bem mais do que se pensa. Ontem fomos, hoje somos e amanhã seremos. O futuro é resultado das escolhas feitas no presente. Vivendo percebe-se quanto se é incompetente para encarar o novo. Ficamos ansiosos, às vezes, angustiados. O novo é consequência da vida e percebê-lo, o ponto inicial para assumi-lo em nós mesmos. O novo faz o velho renascer, a querer saber mais, a prolongar a vida. No entanto, assumir o novo, exige paciência o que não significa abafar a ansiedade, mas saber que ela tem um lado…

Read More

É tempo de Saci, por Werney Serafini

Sabe o óculos que estava ali na mesa?   A chave que estava na porta? Aquelas tantas coisas que, sem mais nem menos, sumiram? Tem tudo a ver com o Saci. Ele é o personagem mais arteiro e atrevido do folclore brasileiro. Também chamado de Matitaperê, é um negrinho com uma perna só, carapuça vermelha na cabeça, pito no canto da boca, que adora infernizar a vida das pessoas. Quebra coisas, esconde objetos, assusta animais, e outras tantas malvadezas. Diz a lenda que surgiu entre os índios brasileiros no período colonial…

Read More

Mais poluição, por Werney Serafini

Não bastasse mar e rios poluídos por uma infinidade de produtos, descobre-se agora mais um poluente: os microplásticos, minúsculas partículas oriundas da fragmentação do plástico lançado no ambiente. Estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Ciências do Mar da Universidade Federal de São Paulo, campus da Baixada Santista, constatou a existência de partículas de microplásticos, com tamanho inferior a cinco milímetros, nas areias das praias e rios brasileiros. Com um sério agravante: em quantidades significativas. Peixes de água doce e organismos marinhos, ao ingerirem os microplásticos, são vitimados pelos efeitos…

Read More

A criação Unidades de Conservação, por Werney Serafini

Duas questões são básicas para a criação de Unidades de Conservação: Uma, priorizando a manutenção, regeneração e recuperação ambiental, tratando a organização do espaço territorial a partir da integração dos ecossistemas, objetivando linearidade e conexão entre as estruturas, promoção da biodiversidade animal e vegetal, drenagem, controle da erosão e outros tantos serviços ambientais que justificam a conservação dos sistemas naturais. Outra, voltada a organização do espaço territorial para desenvolvimento de atividades direcionadas ao lazer, ao convívio, e as práticas esportivas, agregando-as às condições ambientais. As bacias hidrográficas, atualmente, servem como…

Read More

Antes prevenir do que remediar, por Werney Serafini

Uma doença descoberta no início é fácil ser curada, difícil é percebê-la. Depois, é fácil percebê-la, difícil é curá-la. Assim ensinou Nicolau Maquiavel¹ em “O Príncipe”, livro dedicado ao Magnífico Lourenço, Filho de Pedro de Médici. Quando os problemas são identificados com antecedência, – o que, segundo Maquiavel, é privilégio dos homens prudentes, – eles serão rapidamente resolvidos. Ignorados ou postergados, não haverá remédio que dê jeito. O ensinamento permanece atual e serve para os “príncipes” modernos, os políticos, gestores e líderes, que deveriam estar atentos às demandas latentes na…

Read More

Sustentabilidade, por Werney Serafini

José Lutzenberger*, comparava economia mundial a um garimpo, semelhante ao da Serra Pelada na Amazônia: uma enorme cratera, mais parecendo um descomunal formigueiro, onde as formigas são pessoas, que subindo e descendo por toscas escadas de madeira, carregam nas costas pesados sacos de minérios; criaturas irreconhecíveis, cobertas de lama, lembrando o trabalho escravo nas pirâmides do antigo Egito. Ao fazer a comparação, Lutzenberger enfatizava o contraste entre o que está sendo feito e o que deveria estar sendo feito, no Brasil e no mundo, pela cultura industrial global. O garimpo,…

Read More

O mar está subindo, por Werney Serafini

O relatório especial do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, sobre “impacto, vulnerabilidade e adaptação das cidades costeiras brasileiras às mudanças climáticas”, publicado no Boletim da Agencia Fapesp, destaca que o nível do mar na costa brasileira tende a aumentar nas próximas décadas. Mais da metade da população brasileira vive em cidades costeiras, no entanto, não existe estudo sobre a vulnerabilidade dos municípios litorâneos aos impactos decorrentes das mudanças climáticas. Estudos do gênero, possibilitariam estimar futuros danos sociais, econômicos e ambientais, como também forneceriam elementos para ações preventivas. Segundo o relatório,…

Read More