Itapoá estuda cobrar taxa ambiental dos visitantes a partir da próxima temporada

Segundo o jornal “A Notícia”, de Joinville, assim como São Francisco do Sul, Itapoá estuda a possibilidade de recolher taxa de preservação ambiental para a entrada de visitantes no Município. As duas prefeituras analisam se o imposto aos turistas, a exemplo do aplicado em Bombinhas desde 2015, pode ser realizado.

A área de Itapoá é de 257,2 km² e a população fixa estimada é de 20 mil moradores, chegando a comportar 200 mil pessoas nos meses de dezembro e janeiro. Em entrevista ao colunista Jefferson Saavedra, o prefeito Marlon Neuber informou que um dos destinos da taxa, no caso de ela vir a ser cobrada, serão as despesas com o lixo. Além disso, a preservação da restinga, do mangue e da vegetação em torno do rio Saí Mirim também receberiam investimentos.

O jornal joinvilense também traz exemplos de outros municípios que já cobram pela entrada dos visitantes por veículo na alta temporada, de novembro a março. Em Bombinhas, na região da grande Florianópolis, por exemplo, os valores vão de R$ 3 para motos e bicicletas motorizadas a até R$ 130 para ônibus.  Os carros pagam R$ 26. O valor é cobrado como um pedágio a cada entrada na cidade, com cada pagamento válido por 24 horas. Desde então, o município arrecadou R$ 17 milhões, segundo o “A Notícia”. Porém, em uma matéria publicada no Diário Catarinense no último mês de novembro (2017), Ana Paula da Silva, a prefeita daquela cidade relatou que mais da metade do valor serviu somente para financiar o sistema entre pagamentos ao consórcio TD, que administra a cobrança, a empresa que faz o transporte de valores e as tarifas de correio. O restante, serviu para a instalação de 580 lixeiras e 60 banheiros públicos na Cidade.

Confira a matéria completa do jornal “A Notícia”, clicando aqui.

Thiagão on EmailThiagão on FacebookThiagão on Instagram
Thiagão
Jornalista
Jornalista pela PUC/PR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) com pós-graduação em Marketing Empresarial pela UFPR (Universidade Federal do Paraná), já trabalhou em importantes projetos de comunicação de Curitiba (PR) e Itapoá. Atualmente, responde pelo Jornalismo do site Tribuna de Itapoá e do jornal impresso Itapoá Notícias. Também atua como colunista sobre o cotidiano. E-mail: thiago@tribunadeitapoa.com.br

Related posts

2 thoughts on “Itapoá estuda cobrar taxa ambiental dos visitantes a partir da próxima temporada

  1. Fabricio Maoski

    Mas isso seria só pra visitantes intermitentes ? Ou quem tem casa em Itapoá e paga impostos também teria que pagar? Eu sou turista, não moro em Itapoá, mas eu tenho casa no município e pago IPTU. Acho que deveriam cobrar das pessoas que só passam pela cidade e usam a infraestrutura e não de quem mantém o município.

  2. Concordo com a cobrança, seleciona melhor os turistas.

Leave a Comment

Deixe seu comentário via Facebook